Sandra Lima
Correspondente da TV LOKAL em Jacarepaguá
Produtora de Audiovisual
E-MAIL: sandralimaprodutora@gmail.com



Importadoras terão cota sem IPI mais alto, mas criticam regime automotivo



O novo regime automotivo, um conjunto de regras para montadoras divulgado nesta quinta-feira (4) pelo governo federal, foi bem recebido com certo alívio pelas importadoras de carros. "Melhor tê-lo do que não tê-lo. Vivíamos num limbo", afirma Ricardo Struntz, diretor da Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva) ao G1. O executivo se refere à situação das marcas que não produzem carros no país e foram atingidas em cheio pelo aumento de 30 pontos percentuais no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que começou a valer em dezembro passado para carros vindos de fora do Mercosul e do México. Desde então, as importadoras enfrentaram forte queda nas vendas - devem terminar o ano com cerca de 120 mil unidades, 40% a menos do que em 2011, estima a associação- e fizeram apelos ao governo para que alguma medida fosse tomada contemplando esse grupo. Ligadas à Abeiva há 29 marcas, entre elas BMW, Kia, Chery e Jac Motors.

Fonte: G1

Página Inicial