Sandra Lima
Correspondente da TV LOKAL em Jacarepaguá
Produtora de Audiovisual
E-MAIL: sandralimaprodutora@gmail.com



Pesquisa Ibope traça o perfil dos jogadores de games no Brasil



Quando o assunto é videogame o que dá Ibope entre brasileiros, diz o próprio Ibope, em pesquisa inédita, é ação e aventura. Só depois, o futebol. De cada 100 brasileiros, 23 se divertem com videogames. Visão, audição, reflexos rápidos. Em um clique, o mundo real fica para trás. Tudo de mentirinha, num universo de números bem reais. O Brasil é o quarto maior mercado consumidor de games do mundo. A previsão é que os jogadores brasileiros vão gastar R$ 914 milhões com videogames em 2012. No mundo todo, o faturamento deverá ser de R$ 130 bilhões. Segundo a pesquisa do Ibope, os brasileiros preferem jogos de ação e de aventura, seguidos por futebol e por games de corrida de carros - 67% jogam em consoles, 42% em computadores, 16% em celulares e 7% em tablets. Mas apesar do mercado que cresce, existem pouco mais de 200 empresas brasileiras produzindo games. Trabalho pesado e para muita gente. Enquanto um designer modela os heróis e passa tudo para o computador, tem gente cuidando da música, do roteiro e das vozes dos personagens. Uma outra característica também chama a atenção dos desenvolvedores de jogos, tanto do país quanto do exterior: no Brasil, os jogadores de videogame estão querendo jogos com um toque mais brasileiro. Batalhas épicas como as da Guerra dos Farrapos ou uma simples brincadeira de criança. Quando tem tema brasileiro, os jogos vendem mais. “Tem pedido personagens de quadrinhos brasileiros, tem pedido carrinho de rolimã, Saci Pererê, Curupira, digamos assim, e a gente tenta encaixar isso tudo dentro de um formato aceitável”, diz o Miquéias Almeida, RH de empresa de jogos.

Fonte: G1

Página Inicial