Sandra Lima
Correspondente da TV LOKAL em Jacarepaguá
Produtora de Audiovisual
E-MAIL: sandralimaprodutora@gmail.com



Ação contra fundo de saúde rende de R$ 2,4 mil a R$ 9 mil para PM e bombeiro



Rio - A variação dos atrasados dos últimos cinco anos que policiais militares e bombeiros, sem dependentes, têm direito a receber referentes ao desconto indevido do fundo de saúde vai de R$2.400 a R$9 mil, conforme a patente ou posto que ocupam. Um soldado PM, por exemplo, cujo soldo atual é de R$377,88, teria a receber cerca de R$2.400 no caso de ganhar uma ação na Justiça para suspender a cobrança de 10%, que continua sendo feita. um coronel da PM ou dos Bombeiros seria ressarcido, em média, em R$ 9 mil, considerando o soldo de R$1.230,64 e um desconto mensal de R$ 123,06. As contas foram feitas pelo advogado Carlos Henrique Jund, do escritório Jund Associados, a pedido de O DIA. Os valores por graduação ou posto podem ser conferidos na tabela ao lado. Os Juizados Especiais Fazendários têm dado ganho de causa à ações contestando o desconto previsto pela Lei 3.465/2000. Caso o militar tenha dependentes, o percentual de desconto aumenta. Para cada um dos familiares é acrescido um ponto percentual. Com a esposa, o desconto passa para 11%. Se tiver um filho, sobe para 12%, até que seja esgotada a margem consignável de 30% para descontos no contracheque.

Fonte: Jornal do Brasil

Página Inicial